Segunda-feira, 26 de Janeiro de 2015

Fundação Ricardo do Espírito Santo Silva

2015 vai ser um ano decisivo para a Fundação Ricardo do Espírito Santo Silva (FRESS), que agrega o Museu de Artes Decorativas e a sua coleção, as escolas de formação e as oficinas de conservação e restauro (jornal Público, hoje). Sem apoio do Estado, a fundação perdeu em 2014 o seu único mecenas, o Banco Espírito Santo, aquele que lhe garantia a sustentabilidade.

A FRESS, agora presidida por Conceição Amaral, está em negociações com a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa e a Câmara Municipal de Lisboa. O objetivo é tentar uma componente mais comercial, mais sustentável a longo prazo, segundo o conselho de curadores da Fundação, caso de vendas públicas de peças manufaturadas nas oficinas da fundação. Esta foi criada em 1953, quando Ricardo do Espírito Santo Silva, avô do banqueiro Ricardo Salgado, doou o Palácio Azurara (nas Portas do Sol) e parte da sua coleção privada de artes plásticas e decorativas ao Estado português.
publicado por industrias-culturais às 12:08
link | comentar | favorito
Terça-feira, 7 de Janeiro de 2014

Caricaturistas em 1966

Tenho andado à procura do nome de um caricaturista que trabalhou na Flama durante a década de 1950 e começos da década seguinte. Não encontrei pistas até aparecerem estes dois textos na revista em números seguidos (12 de Agosto e 9 de Setembro de 1966), assinados por Aniceto Carmona, um dos "novíssimos" artistas. Nestes aparecem duas gerações de caricaturistas ou desenhadores humoristas, a mais antiga e a mais nova. Todos aparecem nas fotografias de caneta sobre a prancheta assente numa mesa de trabalho, muitos ainda vestindo gravata e atentos ao seu trabalho. Figuras do tempo, personagens inventadas pelos caricaturistas e cenas de acontecimentos são os três tópicos que elenco a partir dos trabalhos expostos. Fico informado de condições de trabalho, remunerações e jornais ou revistas por onde se estende a actividade destes criativos. Por vezes, este trabalho é de tempos livres pois os artistas têm profissões distintas.

Mas continuo sem conhecer o nome do colaborador da publicação, pelo que tenho de investigar mais [subsídio para um melhor conhecimento da revista Flama: http://www.clubedejornalistas.pt/uploads/jj31/jj31_54.pdf].

 
publicado por industrias-culturais às 19:41
link | comentar | ver comentários (2) | favorito

Caricaturistas em 1966

Tenho andado à procura do nome de um caricaturista que trabalhou na Flama durante a década de 1950 e começos da década seguinte. Não encontrei pistas até aparecerem estes dois textos na revista em números seguidos (12 de Agosto e 9 de Setembro de 1966), assinados por Aniceto Carmona, um dos "novíssimos" artistas. Nestes aparecem duas gerações de caricaturistas ou desenhadores humoristas, a mais antiga e a mais nova. Todos aparecem nas fotografias de caneta sobre a prancheta assente numa mesa de trabalho, muitos ainda vestindo gravata e atentos ao seu trabalho. Figuras do tempo, personagens inventadas pelos caricaturistas e cenas de acontecimentos são os três tópicos que elenco a partir dos trabalhos expostos. Fico informado de condições de trabalho, remunerações e jornais ou revistas por onde se estende a actividade destes criativos. Por vezes, este trabalho é de tempos livres pois os artistas têm profissões distintas.

Mas continuo sem conhecer o nome do colaborador da publicação, pelo que tenho de investigar mais [subsídio para um melhor conhecimento da revista Flama: http://www.clubedejornalistas.pt/uploads/jj31/jj31_54.pdf].

 
publicado por industrias-culturais às 19:41
link | comentar | ver comentários (2) | favorito

Caricaturistas em 1966

Tenho andado à procura do nome de um caricaturista que trabalhou na Flama durante a década de 1950 e começos da década seguinte. Não encontrei pistas até aparecerem estes dois textos na revista em números seguidos (12 de Agosto e 9 de Setembro de 1966), assinados por Aniceto Carmona, um dos "novíssimos" artistas. Nestes aparecem duas gerações de caricaturistas ou desenhadores humoristas, a mais antiga e a mais nova. Todos aparecem nas fotografias de caneta sobre a prancheta assente numa mesa de trabalho, muitos ainda vestindo gravata e atentos ao seu trabalho. Figuras do tempo, personagens inventadas pelos caricaturistas e cenas de acontecimentos são os três tópicos que elenco a partir dos trabalhos expostos. Fico informado de condições de trabalho, remunerações e jornais ou revistas por onde se estende a actividade destes criativos. Por vezes, este trabalho é de tempos livres pois os artistas têm profissões distintas.

Mas continuo sem conhecer o nome do colaborador da publicação, pelo que tenho de investigar mais [subsídio para um melhor conhecimento da revista Flama: http://www.clubedejornalistas.pt/uploads/jj31/jj31_54.pdf].

 
publicado por industrias-culturais às 19:41
link | comentar | ver comentários (2) | favorito

Caricaturistas em 1966

Tenho andado à procura do nome de um caricaturista que trabalhou na Flama durante a década de 1950 e começos da década seguinte. Não encontrei pistas até aparecerem estes dois textos na revista em números seguidos (12 de Agosto e 9 de Setembro de 1966), assinados por Aniceto Carmona, um dos "novíssimos" artistas. Nestes aparecem duas gerações de caricaturistas ou desenhadores humoristas, a mais antiga e a mais nova. Todos aparecem nas fotografias de caneta sobre a prancheta assente numa mesa de trabalho, muitos ainda vestindo gravata e atentos ao seu trabalho. Figuras do tempo, personagens inventadas pelos caricaturistas e cenas de acontecimentos são os três tópicos que elenco a partir dos trabalhos expostos. Fico informado de condições de trabalho, remunerações e jornais ou revistas por onde se estende a actividade destes criativos. Por vezes, este trabalho é de tempos livres pois os artistas têm profissões distintas.

Mas continuo sem conhecer o nome do colaborador da publicação, pelo que tenho de investigar mais [subsídio para um melhor conhecimento da revista Flama: http://www.clubedejornalistas.pt/uploads/jj31/jj31_54.pdf].

 
publicado por industrias-culturais às 19:41
link | comentar | ver comentários (2) | favorito
Segunda-feira, 22 de Abril de 2013

Verbas para apoio da criação artística em 2013

Na edição da última quinta-feira, o jornal Público (Tiago Bartolomeu Costa) fazia um retrato da lista (ainda provisória) de apoios públicos à criação artística para 2013. As verbas atingirão quase 23 milhões de euros para 113 projectos nas áreas de teatro, dança, música, artes plásticas, arquitectura, design e fotografia. O número de projectos divide-se do seguinte modo: teatro (54), música (26), dança (17), conjunto de arquitectura, artes plásticas, artes digitais, design e fotografia (10) e cruzamentos disciplinares (6). O valor é mais reduzido se comparado com o ano de 2012 (menos 7,2 milhões de euros).
publicado por industrias-culturais às 18:15
link | comentar | favorito

Verbas para apoio da criação artística em 2013

Na edição da última quinta-feira, o jornal Público (Tiago Bartolomeu Costa) fazia um retrato da lista (ainda provisória) de apoios públicos à criação artística para 2013. As verbas atingirão quase 23 milhões de euros para 113 projectos nas áreas de teatro, dança, música, artes plásticas, arquitectura, design e fotografia. O número de projectos divide-se do seguinte modo: teatro (54), música (26), dança (17), conjunto de arquitectura, artes plásticas, artes digitais, design e fotografia (10) e cruzamentos disciplinares (6). O valor é mais reduzido se comparado com o ano de 2012 (menos 7,2 milhões de euros).
publicado por industrias-culturais às 18:15
link | comentar | favorito

Verbas para apoio da criação artística em 2013

Na edição da última quinta-feira, o jornal Público (Tiago Bartolomeu Costa) fazia um retrato da lista (ainda provisória) de apoios públicos à criação artística para 2013. As verbas atingirão quase 23 milhões de euros para 113 projectos nas áreas de teatro, dança, música, artes plásticas, arquitectura, design e fotografia. O número de projectos divide-se do seguinte modo: teatro (54), música (26), dança (17), conjunto de arquitectura, artes plásticas, artes digitais, design e fotografia (10) e cruzamentos disciplinares (6). O valor é mais reduzido se comparado com o ano de 2012 (menos 7,2 milhões de euros).
publicado por industrias-culturais às 18:15
link | comentar | favorito

Verbas para apoio da criação artística em 2013

Na edição da última quinta-feira, o jornal Público (Tiago Bartolomeu Costa) fazia um retrato da lista (ainda provisória) de apoios públicos à criação artística para 2013. As verbas atingirão quase 23 milhões de euros para 113 projectos nas áreas de teatro, dança, música, artes plásticas, arquitectura, design e fotografia. O número de projectos divide-se do seguinte modo: teatro (54), música (26), dança (17), conjunto de arquitectura, artes plásticas, artes digitais, design e fotografia (10) e cruzamentos disciplinares (6). O valor é mais reduzido se comparado com o ano de 2012 (menos 7,2 milhões de euros).
publicado por industrias-culturais às 18:15
link | comentar | favorito
Sexta-feira, 13 de Abril de 2012

Eduardo Salavisa. A drawer of the daily / Um desenhador do quotidiano

Eduardo Salavisa defines himself as a drawer of the daily. Throughout his life as professor, he has deployed the graphic diary as an educational tool for encouraging students to draw. He continues to share that pleasure and runs graphic diary training programs. He has published several books and his drawings are frequently found in Portuguese periodicals. Eduardo Salavisa is online at: diário gráficodiário gráfico. A film by José Alfaro (Bicho-do-Mato).
publicado por industrias-culturais às 23:21
link | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

.Junho 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
13
27
28
29
30

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Fundação Ricardo do Espír...

. Caricaturistas em 1966

. Caricaturistas em 1966

. Caricaturistas em 1966

. Caricaturistas em 1966

. Verbas para apoio da cria...

. Verbas para apoio da cria...

. Verbas para apoio da cria...

. Verbas para apoio da cria...

. Eduardo Salavisa. A drawe...

.arquivos

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

. Fevereiro 2004

. Janeiro 2004

. Dezembro 2003

. Novembro 2003

. Outubro 2003

. Agosto 2003

. Abril 2003

. Março 2003

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds

Em destaque no SAPO Blogs
pub