Quinta-feira, 29 de Junho de 2006

...

ECONOMIA DAS INDÚSTRIAS CULTURAIS (I)

O negócio da compra da Bertrand (48 livrarias e as editoras Bertrand e Quetzal) pelo grupo alemão Bertelsmann faz despertar um objectivo imediato: destronar a liderança da FNAC (além da concorrência dos hipermercados). A Bertelsmann comprou a FNAC através de uma subholding, a Direct Group, detentora do Círculo de Leitores. O novo grupo passa a deter 12% do total do mercado do livro, com as duas cadeias de livrarias a facturarem €66 milhões o ano transacto (no mesmo ano, a FNAC facturou €40 milhões). Agora, a meta são €80 milhões de facturação.

Não há números precisos da aquisição, mas fala-se em €30 milhões de investimento em dois anos. Só o Círculo de Leitores vendeu 1,8 milhões de livros a 340 mil sócios, em 2005. Agora, será possível vender livros do Círculo nas lojas Bertrand. E a nova entidade accionista espera fazer crescer o conceito loja em centro comercial no mercado em Espanha.

A Bertrand foi fundada em 1732. Em 1998, Manuel Bullosa vendeu a sua posição de accionista ao Grupo Mello (ano de aparecimento da FNAC). Desde 1993, a Bertrand era presidida por José Mattoso, tendo-se modernizado nos anos recentes. A loja do centro comercial Vasco da Gama é a que mais vende, mas também têm sucesso as do Chiado e Picoas, para além de outras noutros pontos do país.

Em Portugal, a Bertelsmann possui ainda a gráfica Printer Portuguesa e 33% da Media Capital (TVI e rádios). O mercado livreiro alterou substancialmente nestes anos recentes, o que levou a Bertelsmann a investir em Portugal: 1) os livros vendem-se em quiosques e supermercados, 2) aumentou o número de títulos e baixou a tiragem de cada um deles, 3) a novidade deixa de durar um tempo médio (dois anos) para passar a quinze dias, 4) trabalha-se em catálogo, com lançamento de múltiplos livros para alguns deles conhecerem o êxito.

[elementos retirados das peças publicadas no Público de ontem e hoje, respectivamente assinadas por Joana Gorjão Henriques e Alexandra Prado Coelho]
publicado por industrias-culturais às 16:24
link | comentar | favorito
1 comentário:
De Extratexto a 30 de Junho de 2006
Concordo totalmente com o que diz.
De facto, existe a intenção expressa que alargar a oferta das (actuais) livrarias Bertrand, nomeadamente para o multimédia e a informática (não só por causa da Fnac mas também terá algo a ver com o surgimento da Bliss).

Por um lado o afluxo financeiro será um benefício para a marca Bertrand, que poderá acelerar o crescimento em rede, entrar em Espanha e apostar em mega-lojas. Mas por outro, o grande beneficiado será o Círculo de Leitores (por algum motivo veio de lá a compra), cuja solução de perda de share (natural nos clubes do livro de todo o mundo) passará pela associação à prescrição em Star-System, tipo Richard & Judy ou Oprah e que irá necessitar de uma grande rede livreira mainstream para resultar (será Miguel Sousa Tavares?)

Dá ideia que a Bertrand quer ocupar o mercado nacional dos livros em massa, e passar para os livros-prenda, entretenimento, séries e outras obras típicas de package, os denominados livros «prontos-a-ler».

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

.Junho 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
13
27
28
29
30

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Transportes públicos japo...

. Televisão japonesa

. Templos em Tóquio

. Novos diretores de jornai...

. Santuário Fushimi Inari T...

. Templo do Pavilhão Dourad...

. Kiyomizu-dera (leste de Q...

. Castelo Nijo (Quioto)

. Quioto à hora do jantar

. Introdução ao teatro Bunr...

.arquivos

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

. Fevereiro 2004

. Janeiro 2004

. Dezembro 2003

. Novembro 2003

. Outubro 2003

. Agosto 2003

. Abril 2003

. Março 2003

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds

Em destaque no SAPO Blogs
pub